VOLTA AS AULAS!

O cheiro do livro novo, o caderno com a capa especial, os lápis com o próprio nome...

Podemos recordar de nossos tempos de volta às aulas para entender a importância do vínculo afetivo que temos com os materiais e, consequentemente, com esse momento de retorno à escola. O tempo que antecede às aulas é rico em oportunidades para compartilhar com o filho assuntos como o real sentido do material, o zelo e a organização do mesmo. Considerando a idade, evidentemente, é possível envolver a criança neste processo. Acredite! 

Participar desse movimento é também oferecer-lhe aprendizado. Antes das compras, pais e filhos juntos, podem ler a lista para observar o que já têm em casa e que pode ser reutilizado. Acredite que seu filho é capaz de participar, observe sua maturidade para fazer as escolhas e ofereça liberdade para que ele, por exemplo, consulte o banco de troca-troca de livros da escola ou procure com amigos títulos de livros que podem ser reutilizados. Boa hora para desenvolver habilidades como autonomia e responsabilidade. Também, estimular a ideia do consumo consciente, a chance de fazer escolhas e de lidar com a frustração e os limites de seus desejos. E se ele adora a internet, solicite que consulte os preços dos itens que serão adquiridos. Educação financeira se aprende também na hora de buscar a melhor oferta. 

Chegar em casa e organizar o material é continuação desse processo compartilhado de pais e filhos. Assim como preparar seu espaço de estudo, um lugar limpo, iluminado, criativo e personalizado. O interessante é que podemos dar continuidade a esse processo ao longo do ano, incentivando o cuidado diário com os materiais. Para além da velha lição “dê valor porque custou dinheiro” podemos evoluir, ao ensinar os filhos que o material escolar é instrumento que se manuseia para fazer descobertas, aprimorar habilidades e alcançar objetivos.

Exemplifique que, assim como o médico usa o estetoscópio ou o cozinheiro usa a colher, ele usará, por exemplo, o compasso para medir, descobrir respostas e produzir conhecimento. Ao ressaltar o valor do uso e não do item como mercadoria apenas, ensinamos a real funcionalidade que os materiais possuem. 

E para finalizar, quando estiver bem pertinho do início das aulas, vamos ajustar o relógio biológico colocando as crianças mais cedo na cama. Mas, isso pode ser feito aos poucos

já que ainda estão de férias e repletos de desejos pelo brincar, certo? 

Texto fornecido por Educa Para Pais.

Instagram - @educaparapais

contato@educaparapais.com



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ADAPTAÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL

TOQUE AFETIVO

A IMPORTÂNCIA DAS FÉRIAS PARA AS CRIANÇAS