OS FILHOS E O PENSAMENTO

O pensamento é o alicerce para a formação emocional e cognitiva da criança e o seu exercício é a principal fonte de suas aprendizagens. Podemos fomentar nos filhos a curiosidade e trazer novos questionamentos para suas diferentes  descobertas. Mas será que temos tempo para isso?
A correria, o trabalho, a casa, a mídia, as sedutoras respostas imediatas que nos fornecem resoluções instantâneas nos levam ao que é mais prático. Por vezes estamos cansados e não queremos espichar a conversa, outras, não conseguimos reconhecer o potencial que aquela situação-problema pode trazer de positivo para os filhos. Parece complexo mas pode ser mais simples do que você imagina.

Que tal o exercício de responder ao filho, quando possível, com outra pergunta e assim fazê-lo pensar? Caso ele queira subir numa árvore, ao contrário de rapidamente dizer não, que tal questionar se ele consegue realizar tal tarefa sozinho e o que seria preciso para ele atingir seu objetivo? Faça com que ele consiga encontrar a resposta mais adequada à situação. Em meio a conflito que envolva comportamento, emoções e relações interpessoais, convide-o a refletir sobre os fatos, sobre as ações de ambas as partes. São em situações rotineiras que as crianças constroem suas próprias hipóteses e produzem o seu universo de significados.

Estimular o pensamento dos filhos não é só fazê-los melhorar em suas habilidades no campo científico, mas sobretudo, capacitá-los a perceberem- se enquanto sujeitos ativos, éticos, justos e sensatos nos grupos em que estão inseridos.

Aprender demanda tempo e o estímulo ao pensamento, uma série de considerações: interesses da criança, temperamento, ambiente, capacidade de comunicação etc. Em cada fase de vida um tanto de coisas pode ser o recheio de um delicioso bolo de aprendizagens. Contudo, algo é inquestionável: é preciso dar tempo para a criança pensar, refletir sobre as novas informações, imagens e experiências vivenciadas. Diante disso, pensamos a aprendizagem como um processo em constante movimento, construção/desconstrução de pensamentos que ocorrem de maneira não linear, considerando que cada um elabora, de acordo com as experiências vividas, sua forma de pensar.
Texto fornecido por Educa Para Pais.
Instagram - @educaparapais
contato@educaparapais.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ADAPTAÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL

TOQUE AFETIVO

A IMPORTÂNCIA DAS FÉRIAS PARA AS CRIANÇAS