A CRIANÇA E A LEITURA.

Muitos pais nos pedem sugestões de como formar filhos leitores e em resposta, provocamos um primeiro movimento de reflexão perguntando: como VOCÊS têm se relacionado com esse universo? Em geral, as respostas são direcionadas à falta de tempo, à correria do dia a dia ou a uma leitura quase que restrita ao ambiente de trabalho. Prosseguimos com o exercício de pensar sobre os diferentes símbolos que são disponibilizados dentro de casa: será que a leitura restringe-se às palavras ou a livros de literatura? Qual é o lugar da leitura na família?     
Auto avaliações realizadas, destacamos que o verbo ler, assim como o amar e sonhar, não aceita o imperativo, ou seja, não se obriga ninguém a ler. As pessoas são envolvidas, provocadas, despertando o prazer e a curiosidade para tal universo. O adulto é referência para a criança. Os filhos aprendem também com os pais, constroem seus hábitos a partir das relações que lhes são oferecidas. Isto é, os pais podem envolver seus filhos no mundo da leitura a partir de suas ações. Mas de que são feitos os leitores? 
Leitores são feitos de prática, planejamento, investimento, disponibilidade e escolhas. E aqui entra a participação dos pais nesse processo. Substituir aquele vídeo do youtube por uma hora de leitura, aquela ida ao shopping, pela visita à biblioteca da cidade, significa acreditar que ler pode ser tão prazeroso quanto outras atividades lúdicas. Mas será que transmitir esse projeto para os filhos é algo fácil? Nos dias de hoje, tudo é ofertado através de vídeos: imagens prontas, associadas aos sons e personagens. Há pouco espaço para a imaginação.
Os livros encaram uma competição e tanto! Daniel Pennac afirma que o adulto tem o dever de apresentar a leitura às crianças, iniciando-a na Literatura e fornecendo-lhes meios de julgar livremente o que sentem sobre os livros e os enredos lidos. Além do que idealizamos, é nosso dever apresentar aos filhos as diversas possibilidades de se conectar com o mundo que os cerca, para que sozinhos construam os sentidos de suas leituras e, ao longo dessa caminhada, possam realizar escolhas de modo consciente, interpretando seus modos singulares de ler e aprender com e no mundo.
Que tal presentear as crianças com um livro de histórias? Pais e filhos podem ler juntos antes de dormir e escolher a cada dia um tipo de leitura: almanaques, gibis, jornais, revistas, poesias, contos, regras de jogos etc. O Educa para Pais, em suas Rodas de Conversa, oferecem saberes sobre a importância de incentivar a leitura e no mundo de hoje que se predomina tudo que é digital, tecnológico e rápido. Que esse texto do Educa sirva de inspiração!
Conheça nossos livros!

Texto fornecido por Educa Para Pais.
Instagram - @educaparapais
contato@educaparapais.com


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ADAPTAÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL

TOQUE AFETIVO

A IMPORTÂNCIA DAS FÉRIAS PARA AS CRIANÇAS