INDICADORES DE RISCO PARA A DEFICIÊNCIA AUDITIVA




INDICADORES DE RISCO PARA A DEFICIÊNCIA AUDITIVA


O seu filho tem deficiência auditiva, porém você não sabe o motivo de isso ter acontecido com ele?
As principais causas são:
– Infecções adquiridas no nascimento: Sífilis, Toxoplasmose, Rubéola, Citomegalovírus, Herpes, HIV;
– Infecções bacterianas ou virais adquiridas após o nascimento: Meningite, Citomegalovírus, Herpes, Sarampo, Varicela;
– Peso ao nascimento inferior a 1.500g;
– Prematuridade ou pequeno para a idade gestacional (PIG) ;
– Hiperbilirrubinemia;
– Apgar de 0 a 4 no 1º minuto, ou 0 a 6 no 5º minuto;
– Permanência na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por mais de 5 dias;

– Uso de ventilação mecânica no nascimento;
– Uso de antibióticos que podem prejudicar a audição como aminoglicosídeos e/ou diuréticos de alça;
– Malformações na cabeça e no rosto envolvendo orelha e osso temporal;
– Síndromes associadas à deficiência auditiva: Wardenburg, Alport, Pendred, entre outras;

– Traumatismo craniano;
– Sempre surgem dúvidas quanto ao excesso de cera – a cera no ouvido é, geralmente, benéfica e não prejudicial. O excesso de cera pode causar uma perda auditiva temporária, porém não é indicada a remoção da cera com hastes de algodão ou com profissionais não habilitados, pois pode causar danos irreparáveis à audição da criança.

É importante realizar audiometria periodicamente. Procure um otorrinolaringologista ou um fonoaudiólogo/audiologista e tire todas as dúvidas!
Dra Isabela Côrtes-Andrade
Diretora Executiva da Clínica AudioNit Centro Auditivo
Instagram: @audionit_centroauditivo
Audiologista pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia  
Mestre e Doutora pela PUC/SP em audiologia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O MUNDO DA PESSOA COM SÍNDROME DE DOWN

CORONAVÍRUS

COMO FAZER UM DESENHO ANIMADO COM SUA CRIANÇA.