EDUCAÇÃO CONSCIENTE


EDUCAR-SE PARA EDUCAR, UM CAMINHO DE AMOR E CONSCIÊNCIA!



É muito difícil criar filhos, e para quem é pai ou mãe esse é o trabalho mais importante da vida. Até pouco tempo, não havia treinamento para esse trabalho.

Treina-se para ser pedreiro, para ser médico, para ser professor, porém para o trabalho mais valioso que é o de criar nossos filhos, tendemos a agir por instinto, ou usamos ferramentas aprendidas pela forma com a qual fomos criados.

Hoje já podemos fazer diferente! Podemos melhorar nossas aptidões maternas e paternas para ajudarmos as nossas crianças a serem cooperativas, autodisciplinadas e com boa capacidade de resolver problemas!

Talvez assuste a alguns o que tenho a apresentar! Para oferecermos possibilidades de termos filhos com habilidades de vida social não se lança mão de ferramentas baseadas em punições (gritos, castigos e tapas), chantagens ou recompensas.  Já foi comprovado pela Neurociência que o cérebro humano não responde bem com esses tipos de ferramentas.

Cito aqui um dos programas utilizados (com evidências no mundo todo de seu bom resultado), uma disciplina que te convida a enxergar a relação entre pais e filhos diariamente com amor e Respeito mútuo: A Disciplina Positiva.

Esta Disciplina é uma filosofia de vida que ajuda a tornarem crianças e adolescentes membros responsáveis, respeitosos e contribuintes na nossa sociedade.  Ensina habilidades de vida e habilidades sociais de maneira respeitosa e encorajadora tanto para os adultos quanto para as crianças, sem a culpa. Se chama Disciplina Positiva.

Dessa forma não educamos para ter uma criança obediente, uma criança obediente não é uma criança feliz. Quem gosta da submissão não é? Quando temos uma criança que te obedece por que ela aprendeu a se comportar por medo, ela cria a crença de que o adulto não a ama. Ela passa então a se comportar na busca de ser amada, perdendo assim a sua essência. Se deve ao fato de ao ser espontânea ela pode ser punida.

Em contra partida a Permissividade causa a infelicidade. A falta de limites e excesso de segurança e zelo provocam a insegurança e tira a possibilidade de a criança crescer se sentindo capaz! Uma criança sem autonomia e sem independência é como uma planta com falta de água.

O ideal é aprendermos e ensinarmos ferramentas que validem os sentimentos e emoções, e que eles saibam ser usados e canalizados para o bem comum; termos diálogos sinceros/ honestos em reuniões de famíliasemanais; exercitar a Empatia e acolhimento;desenvolver respeito, reciprocidade e empatia é com afeto sincero.

A Disciplina Positiva estimula o aprendizado respeitando o desenvolvimento infantil. Favorece a aquisição de autoestima pela oportunidade de aprender com os próprios erros em um ambiente seguro, buscando soluções em vez de punições e autoritarismo. Prepara adultos para serem Líderes gentis e firmes ao mesmo tempo.

Pesquisas recentes atestam que as crianças que se sentem conectadas à sua comunidade, família e escola tendem a apresentar menos comportamentos inadequados. Ensina-se as crianças objetivando desenvolver habilidades ao longo da vida para se tornarem adultos bem-sucedidos, define-se “bem-sucedido” dessa forma: cidadãos felizes e contribuintes para o bem de sua comunidade.

Renata Figueiredo

Terapeuta Ocupacional

Especialista em Neurofisiologia; Estimulação precoce; certificada em Disciplina Positiva.

Instagram - @renata.f.costa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ADAPTAÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL

TOQUE AFETIVO

A IMPORTÂNCIA DAS FÉRIAS PARA AS CRIANÇAS