SELETIVIDADE ALIMENTAR





Seu Filho Não Come?

Seletividade alimentar é normalmente classificada como parte de uma dificuldade alimentar. É caracterizada por não ter vontade de ingerir alimentos já familiares, experimentar novos alimentos assim como possuir fortes preferências alimentares como cor, sabor, textura, formato, etc. Como consequência disso, o cardápio fica monótono e a alimentação fica restrita durante a infância, principalmente com relação ao consumo de frutas, legumes e verduras.


Hábitos saudáveis estabelecidos na infância, continuam  até a fase adulta.

A exposição precoce a sabores de diferentes alimentos, inclusive durante a gestação e amamentação, parece influenciar na preferência alimentar durante a infância. Acredita-se que evolutivamente, é esperado que a criança rejeite o alimento nas primeiras vezes, para garantir que não seja venenoso. E, por isso, pesquisas sugerem que com exposições repetidas a novos alimentos, faz com que as crianças acabem se acostumando. Alimentos novos devem  ser oferecido de 8 a 15 vezes diferentes no período de introdução alimentar.


A diminuição do apetite acontece por volta de 2 anos, mas como saber se meu filho(a) está com  dificuldade/seletividade alimentar?

Ø  O jeito que o seu filho come está afetando o seu desenvolvimento social, emocional ou físico?
Ø  O momento de refeição provoca conflitos familiares?
Ø  Ele é capaz de comer uma variedade de alimentos que atenda suas necessidades de peso e crescimento?
Ø  Ele fica chateado com a presença de novos alimentos em seu prato e tem dificuldade de se acalmar?
Ø  Ele não aceita alimentos sólidos?
Ø  Ele evita situações sociais em que possa haver novos alimentos ou pressão para comer?
Ø  Você gasta uma quantidade significativa de energia pensando em obter maneiras de fazer seu filho comer mais em quantidade ou variedade de alimentos?


Algumas medidas podem ajudar:

ü Pare de dizer que seu filho não come;
ü Ofereça novos alimentos muitas vezes;
ü Não substitua refeições;
ü Ofereça alimentos nutritivos em formas com melhor aceitação;
ü Evite alimentos ultraprocessados,  balas, pirulitos, refrigerantes e sucos em excesso.
ü Procure um nutricionista materno-infantil para acompanhamento, avaliação    nutricional, e     suporte alimentar.

Vanessa Monteiro – nutricionista
Especialista em Nutrição Materno-Infantil e Clínica

Contatos:
Icaraí –36203220                                                                                                                         
99378814 whatsapp)

Sta. Rosa – 36744662/984509106 (whatsapp)
Instagram: @vanessamonteiro.nutri       
Facebook: @vanessamonteiro.nutri

Que tal conhecer alguns produtos relacionados ao  tema?









Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ADAPTAÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL

TOQUE AFETIVO

A IMPORTÂNCIA DAS FÉRIAS PARA AS CRIANÇAS